Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Cimento queimado, economia aliado ao charme.







































O tradicional vermelhão que coloria as casas caipiras agora inclui tons, paginações e acabamentos diferentes. Pode ser feito inteiramente na obra ou comprado em kits pré-preparados. Lembrete: requer mão-de-obra especializada.

1. Caseirinho
Para o refúgio de praia no litoral paulista, os donos pediram ao arquiteto Enio Aronis um piso rústico e fácil de limpar. O cimento queimado foi uma opção lógica (e saiu a R$ 30 o m2). Para evitar trincas, a equipe do arquiteto nivelou bem o contrapiso, deixou secar completamente e fixou as juntas. Elas formaram espaços de 1 x 1 m. Antes da aplicação da massa, a superfície recebeu uma mistura de resina sintética (Bianco, da Otto Baumgart) com cimento (1 kg para cada litro da resina), que serve como adesivo. Aronis não revela seus segredos, mas a receita de massa (abaixo) é semelhante à do profissional Indalécio Santinão ­ dono da loja de mesmo nome, da qual o arquiteto é cliente. Para dar certo, contrate um pedreiro especializado e peça para conhecer algum trabalho dele. Preparação da massa: mistura-se cimento estrutural branco com pó de mármore, na proporção 1:1. Reserva-se um pouco desse pó para fazer a queima do piso e adiciona-se água até obter uma consistência macia. Rendimento: 50 kg de cimento e 50 kg do pó cobrem 10 m2 (3 mm de espessura).







Instalação: o pedreiro deve trabalhar um espaço por vez (definido pelas juntas). Espalha-se a mistura de Bianco com brocha, umedecendo bem o contrapiso. Depois, a massa de cimento é aplicada e nivelada com a junta, usando-se uma desempenadeira de aço. Atenção: "Como o volume aumenta com a secagem, deve-se usar a massa com parcimônia, evitando passar o limite da junta", adverte Indalécio. Em seguida, sobre o piso úmido, polvilha-se o pó de cimento reservado e desempena-se mais uma vez (é a queima). Após 24 horas do fim do trabalho, passa-se lixa fina sobre as juntas e imperfeições. Conforme o clima, mais um ou dois dias podem ser necessários antes da aplicação de resinas (acrílica ou de poliuretano) ou de ceras líquidas.









2. Mistura pronta
Nesta casa de lazer na serra da Cantareira, em São Paulo, os arquitetos Rodrigo Amaral e Carina Pederzoli pularam a etapa de preparação do cimento, pois escolheram um preparado da Fábrica de Ornatos Nossa Senhora da Penha. "A receita leva cerca de 15 ingredientes. No lugar do pó de mármore, usamos minérios de quartzo, que são mais resistentes. Aditivos importados conferem mais adesão e elasticidade à massa, condições essenciais para que o piso não rache", garante o fabricante Zilton Apolinário Michiles. A instalação foi igual à dos pisos tradicionais: massa colocada sobre o contrapiso com nata adesiva. Os quadrados formados pelas juntas de dilatação plásticas (altura de 4 mm) têm medidas 1,50 x 1,50 m. Depois de pronto, o cimentado secou durante 15 dias antes de receber uma combinação de produtos de alta resistência (veja quadro), capazes de proteger até pisos de supermercados (alto tráfego).









Acabamento brilhante: Os arquitetos usaram os produtos da marca John Systems, que dão brilho ao piso e prometem durar até 15 anos. A própria empresa aplica: a superfície é lavada e, após secar, leva três demãos do selador à base de água. Vedados, os poros do cimento não absorvem gorduras e líquidos. Depois, vão mais três demãos do impermeabilizante, cujo efeito é o das ceras de alto brilho. Ele deve ser reaplicado a cada dois meses. Para a limpeza freqüente, detergente neutro.









3. Frisos para incrementar
A receita do piso de cimento queimado desta casa de praia em Angra dos Reis, RJ, seguiu os moldes tradicionais, levando cimento estrutural branco, um pouco de cimento cinza e areia branca lavada. Para dar o toque inusitado, o arquiteto carioca Cadas Abranches decidiu inovar nas juntas: no lugar das conhecidas tiras de latão ou plástico, ele fez frisos paralelos, que ao mesmo tempo enfeitam e permitem a dilatação do material.








Como fazer: além do cimento queimado, o piso leva placas cerâmicas de 10 x 10 cm. Elas realçam a superfície e determinam a distância entre os frisos paralelos. A equipe do arquiteto começou demarcando a paginação, com barbantes esticados acima do nível do piso. Antes da aplicação da massa de cimento, assentaram-se as cerâmicas no contrapiso. Depois, com o cimento ainda mole, colocaram-se vergalhões de ferro para formar os frisos. As peças foram retiradas antes de a superfície endurecer completamente.









Quem tem kits prontos
As empresas que vendem kits para fazer esses pisos não executam o trabalho, mas indicam mão-de-obra especializada. O produto é preparado sob encomenda e vem na medida certa para a metragem pedida pelo cliente. Veja abaixo os preços de cada fabricante:
Fábrica de Ornatos Nossa Senhora da Penha: R$ 24 o m2, espessura de 4 mm.
NS Brasil: de R$ 26 a R$ 28 o m2 (espessura de 4 mm), dependendo da cor e metragem.
Ladrilar: R$ 12 o m2. Cores especiais custam R$ 28 o m2 (espessura de 5 mm).



















14 comentários:

  1. Adorei quero fazer na minha casa para q tel eu deveria ligar ?
    pode me passar pelo blog?
    isso e qual cidade ?

    ResponderExcluir
  2. Então anonimo 2, pelo google mesmo vc pode procurar quem faz na sua cidade, é um processo simples, muitos pedreiros fazem.
    http://www.fazfacil.com.br/reforma_construcao/pisos_cimentado.html
    Aqui nesse link tem uma dica de como fazer, bjs.

    ResponderExcluir
  3. anonimo 1, aceito sugestões d materias economicas e reciclagem, toda informação é bem vinda, comente das tecnicas q vc gosta.

    ResponderExcluir
  4. AMEI!!! Como posso achar um bom profissional no Rio? Vcs podem me indicar?
    Obrigada,
    Andréa.

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo.. Parabéns!!!! Tem gente que não tem gosto... né anonimo...

    ResponderExcluir
  6. lindalva mazinoti2 de abril de 2012 11:06

    lindo,amei vou fazer no meu sitio.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia!


    Me chamo Valdir Menezes, sou responsável pela www.proartconstrucao.com.br , Proart Engenharia e Construções e pela gestão financeira das obras e provisionamento.
    Também sou responsável pelo cadastros de nossos parceiros de negócios, como a Scopel Desenvolvimento Urbano S/A sede na Capital de São Paulo e operação em mais de 70 municípios do interior paulista, a Scopel é uma da empresas líderes do setor imobiliário, atuando no desenvolvimento urbano há 44 anos e Fleche do mesmo grupo.
    SITE: www.scopel.com.br


    Gostaria de saber se vocês tem como fornecer em caráter de urgência cimento queimado para uma área 70 m2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu n forneço o produto, porem posso lhe passar os sites onde vc pode conseguir
      a ns brasil trabalha com tecnocimento de boa qualidade e variedade de corhttp://www.nsbrazil.com.br/menu.asp?menu=1&m=5&sub=119&po=1&nivel=3
      A piso plano também
      http://www.pisoplano.com.br/produtos/revestimentos-decorativos/tecnocimento/
      qualquer duvida sobre esses cimentos queimados modernos e práticos para revestir paredes e com menor possibilidade de tricas vc pode procurar como tecnocimento ou cimento queimado moderno.

      qualquer duvida sobre esses simentos queimados modernos e praticos para revestir paredes e com menor possibilidade de tricas vc pode procurar como tecnocimento ou cimento queimado moderno.

      Excluir
  8. Comprado com um piso simples de ardósia, sai mais barato? Obrigado, Mauricio

    ResponderExcluir
  9. eu trabalho com reformas em geral, faço cimento queimado por 25 R$ o m2, cerâmica 30 R$ o m2, porcelanato 40 R$ o m2, contra-piso 10 R$ em são Paulo e abc-sp

    ResponderExcluir